OiToronto

Debaixo da terra

por
13 abr 2009

Você é o nosso convidado para um passeio na “Path”, a movimentada cidade subterrânea de Toronto.

Estamos na primavera, época em que a temperatura começa a subir aqui no Canadá. Por isso é mais fácil encontrar pessoas caminhando nas ruas, principalmente em dias ensolarados. Só que as calçadas poderiam estar ainda bem mais movimentadas. É que enquanto o calor não chega, muita gente prefere passear por uma outra cidade, que fica escondida debaixo do asfalto, no centro de Toronto. Ela se chama “Path”, que literalmente quer dizer “caminho”.

Chegar até ela é fácil: existem 125 pontos de acesso para os pedestres. Não se trata de uma réplica da cidade “lá de cima“ não. Na Path não existem carros, casas nem avenidas. Ela é, na verdade, o maior complexo subterrâneo de lojas do mundo, de acordo com o livro dos recordes. São 27 quilômetros de extensão, aproximadamente mil e duzentas lojas que ocupam mais de 371 mil metros quadrados e onde trabalham cerca de 5 mil pessoas. Por dia, pelo menos cem mil visitantes passam por ela.

Cinco estações de metrô e mais de 50 prédios estão conectados à cidade subterrânea. Falando assim, parece até um labirinto, não é mesmo? Digamos que sim. Existem pelo menos 60 pontos em que o pedestre precisa decidir qual direção tomar. Dependendo da escolha, você pode sair em vários locais diferentes.

Pra não se perder, fique atento aos mapas. Outra dica é olhar pro chão, observar o piso: quando ele muda significa que você está debaixo de um outro prédio. E preste atenção aos sinais: na palavra Path, cada cor indica uma direção diferente: o “P” em vermelho representa o sul; o “A” em laranja, o oeste; o “T” em azul indica o norte e o “H” em amarelo, o leste.

A cidade “underground” tem ainda uma outra grande utilidade: ela serve de rota alternativa durante os meses mais frios, quando a temperatura chega perto de trinta graus negativos. Nem todo mundo tem coragem de encarar a neve e o frio.

Mas este clima congelante é também um aliado. A comerciante Leila Ali abriu esta loja na cidade subterrânea há sete anos, e diz que no inverno fatura mais. “Muita gente adora fazer compras aqui porque todos querem ficar aquecidos no inverno, especialmente em Toronto que é muito frio, por isso é maravilhoso trabalhar aqui”, diz ela.

Do lado de cima, a comerciante Sofia Alexoupolus vive uma situação oposta. Há 25 ela vende cachorro-quente numa “outra cidade” só que do lado de fora, também no centro de Toronto, e é no verão que a clientela aumenta. “Eu não trabalho no inverno, porque não dá, até a comida congela. Recomeço em março, se o clima estiver bom, porque no Canadá, às vezes até em março ainda é muito frio”, explica.

A origem da Parth foi há 109 anos, quando a loja de departamentos Eaton ganhou uma passagem subterrânea entre a loja principal e um prédio anexo, que ficava na Yonge Street. Em 1917, já existiam cinco túneis interligando vários edifícios no centro da cidade. Nos anos 60, a construção de novos prédios acabou tirando os pequenos comerciantes das ruas, daí surgiu a ideia de construir centros comerciais debaixo da terra, que em seguida foram conectados.

Debaixo da terra, na Path, não importa a estação: de verão a inverno o clima é sempre agradável. E a ideia de se esconder sob o asfalto se espalhou pelo mundo: outras cidades também possuem um complexo subterrâneo, como Montreal, no Canadá, Minneapolis e Houston, nos Estados Unidos, além de Osaka, no Japão e Cingapura. Em Toronto, a prefeitura anunciou um projeto de expansão. Quando ele estiver concluído, a cidade subterrânea terá 60 quilômetros de extensão e 170 pontos de acesso. Aí sim, talvez seja ainda mais difícil encontrar gente caminhando nas ruas lá do lado de cima,  mesmo em dias ensolarados de primavera.

Por: Julieta Jacob

Julieta é curiosa, subjetiva e prolixa. É também contraditória o suficiente para admirar o que é simples. Não perde a oportunidade de puxar uma boa prosa, seja na fila do supermercado ou durante uma viagem de avião. Antes de tudo, se interessa por pessoas e pela origem das coisas. Desde os sete anos, quando seu pai comprou uma câmera vídeo, sonha em ser jornalista. O sonho a levou à Universidade Federal de Pernambuco, onde a recifense se formou em Jornalismo. Das brincadeiras com a câmera do pai, veio a paixão pelas telas e pela linguagem audiovisual. Começou na TV Universitária de Pernambuco, passou pela TV Alepe, TV Asa Branca (Caruaru/PE), TV Cultura e TV Globo Nordeste. Em 2008 se mudou para o Canadá, onde juntou sua experiência em televisão com a liberdade da internet. No OiToronto, Julieta faz o que mais gosta e melhor sabe fazer: contar histórias. [ email ]

Leia também

Um verão bem brasileiro
Déficit de abraços
Preparando o guarda-roupa para o inverno sem gastar muito

Comentários

Comentários (25)

  1. washington- pesq.neuro.cirurg. disse:

    · Responder

    É muito inusitado as reportagens do path. torna-se interessante este conhecimento. desta forma, interagem.grato

  2. Jardel Carvalho disse:

    · Responder

    Parabéns!

  3. marcio sestari disse:

    · Responder

    ola estou indo ai dia 11 deste mes

  4. E muita inteligência do homen criar esta cidade.

  5. Luana Castro disse:

    · Responder

    Oii, estou loukinha para visitar essa cidade, pesquiseii na internet que uma Famosa Chamanda : Nina Dobrev (Elena) ela faz uma serie chamanda: The Vampire Diaries, e estou louca pra procurar a casa dela e seii tudo sobre ela *—*
    o ruim é por que é muito caroo, mais vou ficar no pé do meus pais ♥

  6. juli é jonas adorei esse teu comentario de toronto amei viu
    vou anotar essas dicas viu amei nem sabia desse seu comentario
    parabens esta perfeito

  7. Extremamente profissional e informativo o vídeo. Parabéns à equipe. Há um mapa que mostre os pomtos de acesso por região? Seria interessante publicá-lo no site. Por exemplo, próximo à Heydon Parke Road tem algum acesso ao PATH que facilite ao morador ir até à Young St.? Há metrô para este trecho na área subterrânea?
    Agradeço!
    dalva

  8. Dj Flagger Zeus disse:

    · Responder

    nossa… adorei o video!!!
    bem explicativo!! ^^
    parabens!!
    =]

  9. Julieta Jacob disse:

    · Responder

    Oi, Filipe

    obrigada pelo comentário e pela sugestão. A sua ideia já está anotada!

    Abraço

  10. Filipe Figueiredo disse:

    · Responder

    Moro em Toronto a 4 anos e eh a primeira vez q visito esse site e vejos as materias, queria parabenizar a todos q fazem o “oi toronto” principalmente o pessoal responsavel pelos videos, eh um material do mais alto padrao, varias redes de televisoes do Brasil e do Canada nao tem uma reporter e um camera man tao bons, qualidade 100%.

    So to sentindo falta dos videos que mostram o outo lado dos imigrantes os “ilegais” que por sinal sao maioria entre os brasileiros, facam uma materia em algum site de contrucao mostrando como eh o dia-dia desses brasileiros.

    Abraco

  11. thiago disse:

    · Responder

    eu nem tinha visto essa materia de juli.. eu trabalho logo ali, faco academia na adelaide club as vezes ( que eh bem subterranea) – toda a academia sao 3 andares a mais profundo que o path.. vcs nem me filmaram.. hahahah
    so da pena q nao tem path daqui da minha casa pro trabalho.. pra eu poder andar total subterraneo no inverno.. jah que o transporte publico terrestre nao eh tao frequente como o subterraneo
    mas mesmo assim a materia ta muito boa.. deviam ter filmado as 8 da manha com o movimento a todo vapor pro pessoal ver o quanto essa cidade eh usada..
    bjos

  12. Excelente essa reportagem. Dá a noção exata do que é essa cidade, tão falada, mas pouco compreendida por quem nunca foi ao Canadá. Texto claro, imagens bonitas… Dá vontade de pegar um avião e sair explorando o PATH logo depois de assistir ao vídeo. Parabéns!

  13. Parabéns pela matéria!! excelente!

  14. Julieta disse:

    · Responder

    Pessoal, muito obrigada pelos comentários, são sempre bem-vindos, assim como as sugestões!

    • Ana Cláudia disse:

      · Responder

      AMEI a matéria… vou pra Toronto em Setembro e pretendo conhecer a Path minha unica dúvida é saber se vou de fato saber me localizar corretamente…rs

  15. Adorei o vídeo, super profissional. Parabéns !

  16. Acabei de fazer uma viagem pelo Path de Toronto, graças a essa grande jornalista e escritora que é a nossa Jubaaaa!!!! Beijossss, sucesso sempre, menina!!!

  17. Wonderful !!!!!! Adorei ter revisitado a “path”, sob o especial olhar da incrível correspondente internacional Julieta Jacob, que ainda vai fazer muito barulho ao redor do mundo !!! Parabéns Juba !

  18. Carolina disse:

    · Responder

    Adorei a matéria… Parabenss

  19. Larissa disse:

    · Responder

    Parabéns pela linda matéria :)

  20. Vou dizer uma coisa, viu? Essa reporter não é mole não. :) Nem a cinegrafista! Ô dupla!

  21. Lena Fontelles disse:

    · Responder

    Sensacional! Adorei a página,e a reportagem sobre a cidade-subterranea
    Parabêns a toda equipe, principalmente a apresentadora Julieta Jacob, que além de ser talentosa, é linda.

  22. Muito bom!

    Adorei saber mais sobre o PATH!

    Gostei da qualidade das imagens, da edição, mas principalmente da reporter!
    Espero que o Oi Toronto expanda as atividades e venha fazer uma matéria em Montréal.

    A diferença é que aqui faz um solzinho de nada e o povo está de camiseta pelas ruas tomando sol e sorvete. A cidade subterrânea está às moscas =)

    Sugestão de Pauta: A velha Montréal.

    Beijos e parabéns a todos pelo site.

  23. Babi & Matt disse:

    · Responder

    Que matéria maravilhosa, a edição ficou incrível Muito bem cuidado e muito bem escrito. Parabéns! A pagina também esta jóia Espero ver outras reportagens tão maravilhosas quanto esta.

  24. Malu Maia disse:

    · Responder

    Amei o website, principalmente esse filminho do PATH! Muito interessante e muito bem filmado!
    PARABENS!

Deixe um comentário

Seu email não será publicado.