OiToronto

Ter experiência canadense significa ter habilidades sociais, dizem especialistas de recrutamento

[CANADIAN IMMIGRANT – POR SUSAN DENOMMEE ] O Canadá é um país vasto e rico em diversidade cultural. Com o advento dos avanços tecnológicos e da globalização econômica, as empresas canadenses estão se concentrando em recrutar profissionais que demonstrem possuir as habilidades sociais necessárias para trabalhar em vários ambientes de trabalho. Estes requisitos são intangíveis e difíceis de quantificar e muitas vezes parecem não ser encontrados em imigrantes recém chegados ao Canadá.

Como especialista de recrutamento há 25 anos, tenho trabalhado com muitos novos imigrantes ao longo dos anos e tenho repetidamente ouvido destes recém-chegados que o motivo de não encontrar trabalho na sua própria profissão é a falta experiência canadense. Embora a maioria dos imigrantes tenha imigrado para o Canadá com as competências técnicas e experiência profissional de seu país de origem, eles muitas vezes assumem que a chamada falta de experiência canadense significa ter falta de experiência de trabalho no Canadá.

Um dia, durante o café, eu tive uma conversa com a minha irmã, que é recrutadora em uma unidade de saúde. Perguntei à ela o que significava ter “experiência canadense” do ponto de vista de um recrutador. Ela prontamente me respondeu que significa ser capaz de compreender a cultura local de trabalho canadense e compreender inteiramente o que significa fornecer um serviço de qualidade aos clientes internos e externos.

Ela, então, passou a comentar ainda mais sobre alguns dos desafios que ela vem enfrentando com os profissionais que não têm experiência de trabalho canadense:

  • Falar a sua língua nativa no local de trabalho e não perceber que isso pode criar um ambiente de exclusividade.
  • Trazer presentes caros para o chefe, e não perceber que isso pode ser percebido como suborno.
  • Não compreender o que significa o serviço de atendimento ao cliente dentro do contexto canadense pois prestação de serviço outros é percebido como um papel de servidão.
  • Defender o multiculturalismo do Canadá, mas não demonstrar interesse em outras culturas no local de trabalho além da própria.
  • Ter dificuldades de lidar com comentários e críticas como oportunidade de aprendizagem para o crescimento pessoal e profissional; algumas reações observadas incluem: tendência de culpar o outro; falta de vontade de admitir erros; entender a crítica como um ataque pessoal ou racismo institucional; não pedir esclarecimentos e fingir entender.

Recrutadores como minha irmã estão procurando trabalhadores capazes de demonstrar que poderão se adaptar e misturar com a equipe para representar os objetivos e valores da empresa. Isso também significa que os trabalhadores potenciais devem possuir as competências de autogestão necessárias para construir e manter fortes relações de trabalho. Estas habilidades sociais são culturalmente definidas e geralmente aprendidas através da experiência de vida, ao invés da formação acadêmica.

Habilidades sociais são as qualidades necessárias e exigidas para estabelecer relações de trabalho de confiança e de colaboração com os outros. Para ser bem sucedido em um local de trabalho canadense, os novos trabalhadores imigrantes devem ser capazes de demonstrar o seguinte:

  • Etiqueta empresarial canadense

Compreender que cada cultura tem suas próprias nuances sociais únicas e normas, e no Canadá, contato visual, um aperto de mão firme, a utilização adequada do espaço pessoal, um sorriso amigável e conversas curtas são ações sociais necessárias para se estabelecer e construir relacionamentos.

  • Comunicação intercultural

Ser respeitoso, compreensivo e apreciativo da diversidade cultural e paisagem social do Canadá.

Ser culturalmente sensível e consciente de que o que pode ser percebido como comportamento socialmente aceitável em uma cultura, pode não ser aceitável em outra.

Estar aberto à uma outra perspectiva que seja diferente daquela do seu próprio país e encontrar um terreno comum para estabelecer relações de colaboração.

  • Inteligência emocional

Ter consciência dos seus pontos fortes e fracos. Ser responsável por ações próprias; aprender com os próprios erros e estar aberto a comentários ou críticas construtivas. Cometendo erros é que aprendemos a crescer, ninguém é perfeito.

  • Adaptável e flexível

A capacidade de assumir múltiplos papéis e ser capaz de lidar com o estresse da mudança de circunstâncias e situações. Estar aberto à diferentes maneiras de fazer as coisas, e à outras perspectivas.

  • Orientação da equipe

Trabalhar em equipe significa ser positivo e capaz de trabalhar bem com os outros, fazer um esforço extra para ajudar os membros da equipe a realizar tarefas e cumprir prazos do projeto. Entender que atitudes positivas e perspectivas promovem um ambiente que ajuda a equipe a atingir os objetivos e a visão da empresa.

  • Resolução de conflitos e negociação

A capacidade de resolver conflitos ao ser capaz de entender o que não é dito e ouvir sem preconceitos. Ser capaz de identificar a causa e compreender o ponto de vista do outro sem deixar que o próprio ego ou preconceitos pessoais interfiram. Entender que o objetivo final é a criação de uma relação de colaboração e confiança e não de estar certo ou errado.

  • Serviço de atendimento ao cliente

Capacidade de antecipar e identificar as necessidades dos outros com uma atitude prestativa, acompanhada de um sorriso amigável.

  • Qualidades de liderança

O solucionador de problemas, que possui a iniciativa de fornecer soluções ou direções quando necessário, ao fazer com que os outros se sintam apoiados e motivados. Ter controle emocional quando em meio a um conflito ou adversidade. Entender que qualidades de liderança não são definidas por se ter um título formal no trabalho como o de supervisor ou gerente.

Essas habilidades interpessoais e de comunicação possuem valores iguais ​​às credenciais acadêmicas, competência técnica e experiência. As habilidades sociais tornaram-se igualmente importantes, se não até mais importantes do que outras habilidades dentro de culturas de trabalho canadense.

Como resultado da importância dessas habilidades, profissionais e empregadores de recursos humanos canadenses têm utilizado perguntas baseadas em comportamento para determinar a adequação de um candidato durante as entrevistas de emprego.

Essas perguntas são desafiadoras, já que tendem a ser abertas e fechadas, o que permite ao candidato uma grande flexibilidade na resposta às perguntas. As respostas à estas perguntas não são consideradas certas ou erradas. A grande questão por trás desses tipos de perguntas é que os comportamentos do passado serão uma indicação ou reflexo do comportamento futuro daquela pessoa em situações semelhantes.

A seguir seguem exemplos de perguntas baseadas em comportamento:

  • Descreva uma situação em que teve um conflito com um colega de trabalho.
  • Conte-me sobre uma situação em que você teve que resolver um problema por telefone com um cliente irritado.
  • Descreva um momento em que você teve que tomar uma decisão difícil que impactou sua equipe.
  • Dê-me um exemplo de um momento em que você demonstrou boas habilidades de liderança e formação de equipe.

Novos imigrantes acham algumas destas perguntas baseadas em comportamento desconcertantes, e muitas vezes não compreendem a relevância de tais perguntas quando já possuem as credenciais acadêmicas e competência técnica para se qualificar para o trabalho. Além disso, eles provavelmente responderão a esse tipo de pergunta dentro de suas próprias experiências culturais, o que não se encaixa dentro das normas sociais da cultura local de trabalho canadense.

A compreensão da cultura local de trabalho canadense é um desafio para os novos imigrantes, já que muitas vezes eles não percebem tais diferenças e nuances sociais sutis, e podem ser demitidos e considerados como inadequados devido às diferenças culturais.

Participar de serviços de assistência na busca de emprego pode ajudar e orientar os novos imigrantes a se tornarem mais familiarizados com as habilidades sociais, atitudes e comportamentos da cultura de trabalho canadense; além de também aprender técnicas de procura de emprego e estratégias no contexto canadense para encontrar trabalho em áreas relacionadas à sua profissão.

Aprenda através do voluntariado

Mas o mais importante, uma vez que estas habilidades sociais são culturalmente definidas e geralmente aprendidas através da experiência de vida, ao invés da formação acadêmica, o conselho que os candidatos de emprego recém-chegados têm ouvido de vez em quando, mas talvez ainda não tenham adotado, é o trabalho voluntário.

É através da experiência de vida, como o voluntariado, que se pode obter dicas ou nuances sociais, a partir de interações repetidas que geram reações inesperadas. É onde se encontra pessoas de literalmente todas as esferas da vida e descobre-se que, talvez, ser um imigrante não significa automaticamente ser um especialista em diversidade cultural. É através das tentativas e erros destas interações, que os recém-chegados podem desenvolver suas habilidades ao estabelecer relações colaborativas de trabalho com outros.

Falta de experiência canadense não significa falta de experiência de trabalho no Canadá. Os empregadores estão procurando trabalhadores que sejam capazes de demonstrar que poderão se adaptar e misturar-se com a equipe para representar os objetivos e valores da empresa. Isso também significa que os trabalhadores potenciais devem possuir as competências de autogestão necessárias para construir e manter fortes relações de trabalho.

Há muitas outras maneiras de demonstrar aos empregadores que você tem essas habilidades, sem ter trabalhado no Canadá. Talvez por meio de suas experiências com trabalho voluntário, você possa demonstrar que é capaz, que obteve confiança e desenvolveu relações colaborativas de trabalho, mesmo não tendo sido remunerado.

Gostou do conteúdo? Assine nosso boletim!

Cadastre-se para receber as novidades do blog por email. É de graça!

Obrigada! Seu pedido foi enviado com sucesso. Favor checar seu email para confirmar o recebimento de nosso boletim.

Erro

Cinthia Ferreira Language Services

Por: Cinthia Ferreira Language Services

Professora de português/inglês/francês e tradutora brasileira, residindo atualmente em Toronto, Canadá. Tradutora formada pela Universidade de Toronto especializada em: Marketing, Business, Turismo, Tecnologia e Documentação para processos de imigração como: Certidões de Casamento, Certidões de Divórcio, Atestados de Antecedentes Criminais, Certidões de Óbito, Diplomas, Documentos de Identidade, Históricos Escolares, Extratos Bancários, Cartas de Recomendação, Currículos, entre outros, nos seguintes idiomas: Inglês, Português, Francês e Espanhol. Professora de Inglês e Português formada em Letras, com mais de 10 anos de experiência em: Cursos Regulares ou Intensivos, Preparação para Teste de Cidadania Canadense, Preparação para exames de proficiência como TOEFL/IELTS, Preparação para exames da imigração CELPIP, MELAB e CAEL, Business English, Conversação, Gramática e Vocabulário através de cursos presenciais ou aulas online. [ email . website ]

Ver comentários

Classificados

Quartos privativos e compartilhados para alugar na Lansdowne com Dupont

Veja nossos preços para fevereiro, março e abril de 2017! Vagas a partir C$575!!! Quartos compartilhados e privativos para alugar em casa de estudante totalmente mobiliada. Inclui tv à cabo, netflix, internet wi-fi de alta velocidade ilimitada, cozinha equipada, backyard com bbq e lavanderia. [LER]

Autopark Georgetown

Estou aqui para ajudar quem precisa comprar um carro no Canadá. Financiamos para recém-chegados e pessoas sem crédito. [LER]

ANUNCIE AQUI!