OiToronto

Quanto se gasta para tirar o visto canadense no Brasil?

Fernanda C Thiesen por
- Post atualizado em: 16 dez 2016

Ao planejar um intercâmbio, muita gente tem dúvidas na hora de prever os custos para solicitação do visto canadense. Visto de turista, permissão de estudos, permissão de trabalho… Como saber qual visto se aplica ao seu caso e quanto se gasta em média para fazer o pedido do visto canadense?

Bom, vamos lá. O primeiro passo é descobrir qual visto você precisa solicitar.

Tipos de Vistos e Permissões

Visto de Turista

Basicamente, se você vai ficar no Canadá por menos de 6 meses, como turista ou estudante, o seu visto deve ser o de turista.

Você será automaticamente considerado para receber um visto de múltiplas entradas, o que lhe permitirá sair e reentrar no Canadá durante sua visita ou período de estudos. Caso seu perfil não o qualifique para o visto de múltiplas entradas, você automaticamente receberá o visto de entrada única. Este visto de entrada única lhe permite entrar no Canadá somente uma vez. No entanto, se você tiver visto para os EUA, poderá fazer uma viagem para lá e reentrar no Canadá sem problemas, uma ótima opção para quem quer visitar o outro lado de Niagara Falls, Nova Iorque e outras cidades americanas.

A taxa de processamento da solicitação de visto de turista é de CAD$100. Clique para consultar a taxa atualizada e em reais.

O visto de turista tem levado, em média, 21 dias para sair. Veja a previsão atualizada.

Permissão de Estudos

Se você pretende estudar por mais de 6 meses no Canadá, vai precisar solicitar uma permissão de estudos.

Devido ao maior tempo de permanência no Canadá, as permissões de estudo são todas de múltiplas entradas.

A taxa de processamento da solicitação de permissão de estudos é de CAD$150. Clique aqui para consultar a taxa atualizada e em reais.

A permissão de estudos tem levado, em média, 6 semanas para sair. Veja a previsão atualizada.

Permissão de Trabalho

Essa permissão deverá ser solicitada somente em caso de oferta de trabalho canadense. Ou seja, se você recebeu um proposta de trabalho de um empregador canadense, poderá solicitar sua permissão de trabalho.

A taxa de processamento da solicitação de permissão de trabalho é de CAD$155. Clique aqui para consultar a taxa atualizada e em reais.

A permissão de trabalho tem levado, em média, 2 meses para sair. Veja a previsão atualizada.

VAC

Os VACs — Visa Application Centres — são os Centros de Solicitação de Vistos para o Canadá que, no Brasil, ficam localizados no Rio de Janeiro, em Brasília e São Paulo, e foram criados para facilitar e agilizar o processo. Para ter seu pedido de visto processado pelo VAC, o valor da taxa por passaporte é de CAD$33.89. Clique para consultar a taxa atualizada e em reais.

Quem quiser evitar o pagamento da taxa do VAC poderá fazer seu pedido de visto diretamente no consulado canadense de São Paulo ou pela internet.

Sedex

A documentação pode ser enviada ao VAC ou ao seu despachante pelo correio, e o passaporte retornado mediante pagamento da taxa de retorno. Os custos dos correios são de responsabilidade do estudante e variam conforme seu endereço de residência.

A fim de evitar as taxas de correio, o estudante poderá deixar a documentação e depois buscar o passaporte carimbado pessoalmente em um dos VACs ou também no consulado canadense de São Paulo, dependendo de em qual instituição a solicitação do visto foi feita. Caso o estudante tenha contratado um despachante na mesma cidade onde reside, poderá entregar a documentação pessoalmente e também buscar seu passaporte no escritório.

Exame Médico

O exame médico é requerido para quem solicita permissão de estudos, ou seja, para quem vai fazer um curso com duração acima dos 6 meses, e também, às vezes, para quem vai ficar no país por menos de 6 meses. Os exames são feitos em consultórios de médicos credenciados pelo consulado canadense, e os custos do exame também ficam por conta do estudante.

Em termos de custos, por exemplo, a consulta com um médico credenciado em Belo Horizonte fica em torno de R$300,00, mais os exames de sangue e de urina (em torno de R$60), mais o raio X do tórax (em torno de R$90). Esses valores podem mudar conforme a localidade onde os exames são feitos.

Burocracia

Em teoria, o processo de pedido de visto é razoavelmente simples mas, na realidade, os pedidos feitos através de especialistas possuem um percentual bem mais alto de aprovação do que os pedidos feitos pelos próprios estudantes. Isso acontece porque o especialista já conhece todas as manhas do processo e sabe aconselhar o estudante, conforme seu perfil, sobre quais documentos devem ser enviados junto ao pedido.

Segundo a consultora Cheila Oliveira, da UpVistos, “se o estudante não possui boas chances de conseguir o visto desejado, nós lhe informamos disso logo no início do processo e, dessa forma, ele poderá poupar tempo e dinheiro. Se for o caso, também lhe daremos sugestões de outros tipos de vistos para os quais ele teria boas chances de ser aprovado.”

Sendo assim, a dica para quem está começando a planejar um intercâmbio é consultar um despachante logo no primeiro momento para ter seu perfil analisado por um profissional especializado e saber quais as reais chances de ter seu pedido de visto aprovado. Algumas empresas de solicitação de vistos não cobram para dar a primeira consultoria ao estudante. Segundo a consultora da UpVistos, “somente cobramos por nossos serviços quando o estudante possui boas chances de ter o visto aprovado e já estamos iniciando seu processo de solicitação através do VAC de São Paulo.”

Quem quiser evitar as taxas de serviços de despachante poderá solicitar seu visto por conta própria via VAC, consulado canadense ou pela internet.

Todas as taxas mencionadas nesse post estão sujeitas a alteração sem aviso prévio.

Gostou do conteúdo? Assine nosso boletim!

Cadastre-se para receber as novidades do blog por email. É de graça!

Obrigada! Seu pedido foi enviado com sucesso. Favor checar seu email para confirmar o recebimento de nosso boletim.

Erro

Fernanda C Thiesen

Por: Fernanda C Thiesen

Fernanda é carioca, publicitária, cofundadora e editora do OiToronto. Imigrou para o Canadá no final de 2006 e se tornou cidadã canadense em 2011. [ email . linkedin ]

Ver comentários

Classificados

Autopark Georgetown

Estou aqui para ajudar quem precisa comprar um carro no Canadá. Financiamos para recém-chegados e pessoas sem crédito. [LER]

ANUNCIE AQUI!