OiToronto

Harbourfront: Cultura e lazer à beira do Lago Ontário

por
- Post atualizado em: 3 jul 2012

A umidade do ar faz com que o verão em Toronto seja de muito calor. Mas enquanto a maior parte da cidade sofre com as altas temperaturas, o Harbourfront oferece um clima agradável na estação mais quente do ano, com boas opções de bares e uma série de festivais culturais.

foto: TheFutureIsUnwritten

Essa é uma das partes mais bonitas da cidade, principalmente no verão, mas passa despercebida por alguns turistas em decorrência da sua localização. Depois que o governo canadense teve a ideia de transformar o então distrito industrial em um bairro cultural e mais eclético, o Harbourfront ficou meio “escondido” atrás dos grandes prédios residenciais construídos na década de 70.

No entanto, chegar até essa parte de Toronto é muito fácil. Para quem faz uso do transporte público, basta descer na estação de metrô Union, e em seguida pegar os bondes 509 ou 510 e desembarcar na terceira parada (Lower Simcoe Street). Quem tem carro, é só seguir a Lakeshore Boulevard, que dá acesso à Queens Quay West e ao Harbourfront Centre.

O bairro possui diversas atrações interessantes, como o Captain John’s Harbour Boat, um navio permanentemente ancorado próximo ao cruzamento da Queen’s Quay com Yonge Street, que funciona como restaurante. Um outro destaque é o prédio do Redpath, uma refinaria de açucar, que também possui um museu.

No Queens Quay Terminal (um depósito de frios convertido em um prédio com grandes janelas de vidro e diversas lojas, escritórios a apartamentos residenciais) o visitante pode conhecer o Museu de Arte Inuit, que possui centenas de esculturas feitas de pedra, osso e cerâmica.

Parques deixam o Harbourfront ainda mais bonito

Dentre os diversos parques do Harbourfront, está o HtO Park, uma espécie de praia urbana com sombrinhas amarelas onde é possível relaxar na areia e tomar banho de sol (já que no lago não é permitido), tendo a CN Tower como vista.

Bem próximo dali está o Toronto Music Garden, um parque bastante charmoso onde é possível alugar um dispositivo de áudio ($7) para saber um pouco mais sobre a relação do local com a música. Tem também o Little Norway Park, que possui um grande totem, e o Ireland Park, com um monumento em homenagem aos milhares de imigrantes irlandeses que chegaram a Toronto em 1847.

Esses parques ficam bem perto do Billy Bishop Toronto City Airport (também conhecido como aeroporto da ilha), que tem causado bastante polêmica devido a sua localização. Ao mesmo tempo que está situado próximo ao centro de Toronto, oferecendo praticidade aos passageiros que vivem nessa área da cidade, diversos residentes têm reclamado do grande barulho causado pelos aviões.

foto: Photomaxmtl

Vários políticos municipais têm enfatizado que o aeroporto também representa um grande empecilho para o desenvolvimento da área, que poderia servir para construção de hotéis e parques.

Harbourfront Centre oferece cultura aos seus visitantes

Fundado há 40 anos, o Harboufront Centre é uma espécie de “coração” do bairro. Essa organização cultural sem fins lucrativos é responsável por organizar uma série de eventos na área, fazendo com que essa seja uma das partes mais badaladas do verão torontoniano.

foto: chooyutshing

A arte é prioridade no Harbourfront Centre. O local possui possui diversos estúdios no lado leste do prédio (onde artistas produzem suas obras), enquanto na parte oeste é possível ver uma grande variedade de esculturas e quadros.

Durante o ano inteiro, uma série de festivais é realizada pelo Harboufront Centre, focando na literatura, música, teatro, dança e artes plásticas. Entre os principais deles destacam-se o Authors at Harboufront Centre (que acontece de setembro a junho e apresenta uma série de romancistas, escritores e roteiristas e um grande evento de arte literária), o Next Steps (voltado para vários ritmos de danças, que ocorre de setembro a maio), e o World Routes (de maio a outubro, onde as diversas comunidades culturais de Toronto têm a oportunidade de mostrar o que têm de melhor na arte e gastronomia).

Como parte do World Routes, o Expressions of Brazil acontece de 6 a 8 de julho, e reune várias manifestações artísticas brasileiras. Na edição desse ano, além de uma série de atrações musicais, o evento conta ainda com um grande carnaval e diversas oficinas. Para saber mais, visite o post Expressions of Brazil mostra o melhor da arte brasileira no Harbourfront Para saber de todos os eventos no Harbourfront Centre durante o ano inteiro, basta acessar o site da organização.

Uma boa dica para quem visita o Harbourfront é relaxar em um de seus diversos pubs e restaurantes com vista para o Lago Ontário. Outra excelente opção é caminhar pelo calçadão ou simplesmente observar os barcos e balsas que transportam os passageiros para as Ilhas de Toronto, onde estão algumas das melhores praias da cidade, entre elas a Hanlan’s Point, frequentemente citada como “praia de nudismo” pelo fato do uso de roupa ser opcional. O OiToronto fez uma lista do que há de melhor no Harbourfront para comer, beber e se divertir.

foto: Rockies

Onde dançar

  • The Guvernment (132 Queens Quay East)- Essa é provavelmente a boate mais popular da cidade. São oito ambientes, com diferentes estilos de música, prevalecendo o house e o hip-hop. O público é formado por gente jovem, na faixa etária dos 19 aos 30 anos. Bastante frequentada por turistas, e considerada por algumas mídias como uma das melhores casas noturnas do mundo. É bom estar preparado para grandes filas no final de semana e para ser revistado por seguranças (nem sempre simpáticos).

foto: AshtonPal

Onde Comer

  • Watermark Irish Pub (207 Queen’s Quay W)- Apesar de não existir nada de especial na comida desse pub irlandês, o local é perfeito para uma cerveja gelada no final de um dia quente. Fica em frente ao Lago Ontário, onde é possível avistar os barcos. Costuma ter uma clientela bastante interessante. Peça para sentar no pátio.
  • Il Fornello (207 Queens Quay W)- Esse restaurante italiano possui diversas franquias espalhadas pela cidade, mas o destaque desse aqui é a vista para o Lago Ontário. A comida é boa (uma boa sugestão é o frango à parmegiana e a pizza preparada no forno à lenha) e o serviço razoável (bastante devagar quando o local está cheio).
  • Toula (1 Harbour Square)- Este restaurante está situado no 38° andar do hotel Westin Harbour Castle, onde a vista é fantástica. O restaurante é panorâmico e possui um serviço impecável. O preço é caro, mas a comida é excelente, e o ambiente é perfeito para uma ocasião especial. Esse restaurante entrou na lista do OiToronto como uma das sugestões para o Valentine’s Day (o dia dos namorados no Canadá) do ano passado.

  • Captain John’s Harbour Boat (1 Queens Quay W)- Verdade seja dita, a comida desse lugar está longe de ser uma das melhores de Toronto, mas mesmo assim vale a pena uma visita. O serviço é bom e o visitante tem a oportunidade de conhecer o navio, que guarda histórias muito interessantes.
  • Harbour Sports Grille (10 Yonge St)- Para quem gosta de esportes (principalmente os mais populares no Canadá, como hóquei, basebol ou futebol americano), esse bar é ideal. A comida é muito boa (destaque para a batata-frita, bastante crocante), o serviço não deixa a desejar e o preço é bastante acessível. Mas em dia de campeonato, é bom chegar cedo se quiser achar uma mesa.

  • Pearl Harbourfront (207 Queens Quay West)- Esse é um dos melhores restaurantes chineses de Toronto, a começar pela bela vista do Lago Ontário. Está situado no segundo andar do Queens Quay Terminal, não é tão barato, mas vale a pena uma visita. Para quem gosta de dumpling (aqueles pasteizinhos chineses fritos ou cozidos ao vapor), precisa visitar esse lugar. Geralmente eles são servidos em um carrinho, onde o cliente pode escolher o sabor.

Outros destaques

  • Power Plant (231 Queens Quay West)- O que já foi uma usina hidrelétrica no século XX é hoje uma das melhores galerias de arte contemporânea de Toronto. Todos dos anos, o Power Ball (uma festa de gala que reúne grandes artistas da cidade) é realizada nesse local, geralmente no mês de maio.
  • The Radisson Hotel (249 Queens Quay West)- Mesmo que você não fique hospedado nesse hotel, vale a pena conhecer a piscina do local. É uma das melhores de Toronto (em se tratando de hotéis), com uma vista incrível para o Lago Ontário. Quem não é hóspede paga uma taxa de $25 durante a semana e $35 nos finais de semana para usar as instalações.

Gostou do conteúdo? Assine nosso boletim!

Cadastre-se para receber as novidades do blog por email. É de graça!

Obrigada! Seu pedido foi enviado com sucesso. Favor checar seu email para confirmar o recebimento de nosso boletim.

Erro

Por: Marcio Rollemberg

Marcio Rollemberg é pernambucano e formado em jornalismo. Foi editor-chefe de um telejornal universitário, produziu documentários e trabalhou como repórter de TV no Brasil. Em 2005 mudou-se para Toronto e atualmente é um dos colaboradores de uma revista e de um canal de TV. Em 2011 juntou-se a equipe do OiToronto, onde escreve matérias sobre Turismo e Variedades. [ email ]

Ver comentários

Classificados

Quartos privativos e compartilhados para alugar na Lansdowne com Dupont

Veja nossos preços para fevereiro, março e abril de 2017! Vagas a partir C$575!!! Quartos compartilhados e privativos para alugar em casa de estudante totalmente mobiliada. Inclui tv à cabo, netflix, internet wi-fi de alta velocidade ilimitada, cozinha equipada, backyard com bbq e lavanderia. [LER]

Autopark Georgetown

Estou aqui para ajudar quem precisa comprar um carro no Canadá. Financiamos para recém-chegados e pessoas sem crédito. [LER]

ANUNCIE AQUI!